Disterm ar condicionado
Informação profissional do setor das instalações em Portugal

Artigo exclusivo para a Revista O Instalador - Media Partner do encontro anual da APEMETA

XI Encontro Nacional de Gestão de Resíduos: uma nova Era?

Carmen Lima | Centro de Informação de Resíduos da Quercus19/01/2022
Uma análise ao passado, uma definição do que queremos para o futuro.
foto
Carmen Lima durante a sua intervenção no Encontro da APEMETA.

Todas as participações e apresentações levaram a um entendimento de que este setor possui ainda um longo e árduo caminho pela frente, que arrancou com um apelo de compromisso para com as gerações futuras, através da intervenção da Dra. Vera Eiró (ERSAR), que frisou exatamente este facto: “difícil, mas determinante para o futuro das gerações vindouras. O difícil não é impossível”.

A APEMETA organizou um evento no final de 2021 que serviu de balanço dos 20 últimos anos na gestão de resíduos urbanos, mas também como uma avaliação do que queremos para o futuro. A palavra que marcou este evento foi definitivamente ‘Desafio’.

Para este compromisso será fundamental a colaboração e compromisso de todos, para atingir os objetivos que são ambiciosos e comuns.

Neste evento, o diálogo entre os diversos atores permitiu confirmar algumas constatações:

  • A produção de resíduos continua a aumentar;
  • As metas não são cumpridas;
  • Fraca fiscalidade;
  • Pouca monitorização;
  • Roubos dos resíduos valorizáveis;
  • Dados disponíveis são questionáveis;
  • Existência de mercados paralelos;
  • Elevada quantidade depositada em aterro;
  • Capacidade dos aterros afetada;
  • Pouca aposta na prevenção e reutilização;
  • Recursos escassos para licenciar e acompanhar.
Levamos, no entanto, algumas preocupações connosco, que poderão ser úteis para redefinir um caminho. As diversas intervenções focaram as fragilidades que já se identificavam no setor.

Preocupações:

  • Business as visual vs cumprimento metas diferença substancial;
  • Metas para reduzir deposição em aterro para 10%;
  • Implementar recolha de novos fluxos e fileiras – fundamental – ex: biorresíduos;
  • A resposta 'aterro' – será o futuro?;
  • Recolha seletiva – com capacidade deficitária;
  • Recolha e envolvimento alguns atores (distribuição);
foto

Contudo, saímos deste evento igualmente com o sentimento de esperança! Esperança no futuro, na colaboração e empenho de todos e todas, esperança de que, neste caminho, será maior o impacte de parar ou voltar atrás, do que seguir em frente. Para tal, foram identificadas realidades e expetativas dos próximos anos com:

  • Publicação do Novo PERSU;
  • Mais e maior financiamento;
  • Integração – mobilidade sustentável, transição energética e mais resiliência no combate às alterações climáticas;
  • Colaboração e partilha entre entidades e organismos;
  • Novas tecnologias e novas soluções de recolha;
  • Comunicação com uma mensagem mais clara e simples;
  • Envolvimento da população e promoção da alteração de comportamentos;
  • Mais qualidade do material reciclado;
  • Resíduos = recursos, aproveitar os nutrientes para enriquecer os solos;
  • Certificações dos processos de gestão e recolha;
  • Complementaridade entre a recolha seletiva e o SDR;
  • Revisão da legislação para potenciar a melhoria da gestão de residuos;
  • Avaliar e estudar a taxonomia associada ao setor dos resíduos, potenciando a economia circular.

E num ápice, os anos passaram e assumimo-nos perante o futuro que nos reserva desafios.

Após 20 anos, muito foi feito, mas ainda muito é preciso fazer e muitas perguntas por responder:

  • Que tecnologia, que soluções, que ciclos para melhorar o setor e atingir as metas?
  • Como ajustar e tornar o setor transversal – interligando com a energia, aspetos ambientais, sustentabilidade, critérios definidos e emissões?
  • Como mobilizar a população, como comunicar e passar a mensagem – aumentar a triagem?
  • Como controlar o setor da gestão de resíduos?
  • Como informar os consumidores sobre as obrigações legais em matéria de amianto?
  • Como cumprir metas com sustentabilidade nos seus três pilares?
  • Como resolver a fração resto (incineração ou aterro)?
  • Como combater os mercados paralelos?
  • Como integrar os diversos sistemas e unidades?
  • Como conduzir os atores na mesma direção – cidadania, circularidade e qualidade?
  • Como ajustar o quadro legislativo à realidade e às necessidades?
  • Como melhorar a informação?
E as respostas estão no futuro e em cada uma das organizações. Como disse o Eng.º Tiago Faria, “é pior não tomar uma decisão do que tomar uma decisão errada”. Seguimos juntos nesta missão de deixar um Planeta melhor para todos.
CEES 27 - 30 june 2023 Funchal / Portugal International ConferenceKeyter: HVAC&R SolutionsApemeta: 15  de Dez 2022 XII encontro nacional de cestão de resíduosBosch: a tecnologia mais recente em caldeiras já line é familiar

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

Responsable: Interempresas Media, S.L.U. Finalidades: Assinatura da(s) nossa(s) newsletter(s). Gerenciamento de contas de usuários. Envio de e-mails relacionados a ele ou relacionados a interesses semelhantes ou associados.Conservação: durante o relacionamento com você, ou enquanto for necessário para realizar os propósitos especificados. Atribuição: Os dados podem ser transferidos para outras empresas do grupo por motivos de gestão interna. Derechos: Acceso, rectificación, oposición, supresión, portabilidad, limitación del tratatamiento y decisiones automatizadas: entre em contato com nosso DPO. Si considera que el tratamiento no se ajusta a la normativa vigente, puede presentar reclamación ante la AEPD. Mais informação: Política de Proteção de Dados

www.oinstalador.com

O Instalador - Informação profissional do setor das instalações em Portugal

Estatuto Editorial