Disterm ar condicionado
Informação profissional do setor das instalações em Portugal

Parlamento Europeu e governos nacionais “mais empenhados do que nunca na poupança de energia”

21/11/2022
Eaton analisa as metas estabelecidas pelo Parlamento Europeu e as recentes medidas do Plano de Poupança de Energia 2022-2023 do Governo português para poupar energia em casas, edifícios e através da iluminação pública.
foto

Em setembro passado, o Parlamento Europeu aprovou uma proposta para aumentar a quota de energias renováveis no consumo final de energia da UE para 45% até 2030. Paralelamente, foram estabelecidas outras metas que afetam diferentes setores, e Eaton, empresa na área da gestão de energia, destaca algumas delas.

No setor dos transportes, por exemplo, a utilização de energias renováveis deveria conduzir a uma redução de 16% nas emissões de gases com efeito de estufa, através da utilização de quotas mais elevadas de biocombustíveis avançados e de uma quota mais ambiciosa de combustíveis renováveis de origem não biológica, tais como o hidrogénio.

Por sua vez, os Estados-membros devem assegurar coletivamente uma redução no consumo final de energia de pelo menos 40% até 2030, e uma redução de 42,5% no consumo de energia primária, em comparação com o nível de 2007.

José Antonio Afonso, responsável do segmento de Commercial Buildings da Eaton Iberia, comenta: “chegámos a um momento em que é crucial que sejam implementadas medidas em todos os setores para perseguir as energias renováveis. Os novos objetivos do Parlamento Europeu refletem os progressos que precisamos de fazer para que amanhã seja um dia mais verde e mais sustentável para todos os países. Aumentar a quota das energias renováveis no nosso consumo final de energia será uma solução chave para fazer melhor uso do mundo em que vivemos e proporcionar benefícios tanto para os consumidores como para as empresas e organizações”.

Plano de Poupança de Energia 2022-2023: as novas medidas do Governo para poupar energia para o inverno

Por outro lado, o Governo português aprovou em setembro também o Plano de Poupança de Energia 2022-2023 com o objetivo de, entre outras coisas, proporcionar mais segurança contra os preços da energia para as famílias e a economia nacional, no seu todo, reduzindo o consumo de gás e protegendo os consumidores. A este propósito, a Eaton destaca algumas medidas mencionadas no documento.

No que respeita aos edifícios públicos, a Administração Pública deve reduzir o consumo energético associado à iluminação pública, interior e exterior, assim como a energia na climatização de espaços e de complexos desportivos. Deverão promover, na medida do possível, práticas de gestão dos recursos humanos que permitam a redução dos consumos energéticos incentivando e privilegiando a produção local de eletricidade a partir de fontes de energia renovável.

Estas medidas são tão mais importantes, quanto o momento que vivemos. Agora que o Natal está cada vez mais próximo, um plano de ação que vise a gestão adequada e a renovação energética da iluminação pública pode gerar elevadas poupanças nas contas da administração pública, reduzir a poluição luminosa e diminuir a dependência energética.

“Face aos elevados preços da eletricidade, aos tempos incertos e à tensão vivida nos últimos meses, estes Planos de ação são um caminho que nos ajudará a experimentar a mais rápida recuperação possível até ao final do próximo ano. A implementação das medidas incluídas no Plano é da responsabilidade de todos, e se as cumprirmos, seremos todos vencedores, tanto económica como ambientalmente”, salienta José Antonio.

Bosch: a tecnologia mais recente em caldeiras já line é familiarApemeta: 15  de Dez 2022 XII encontro nacional de cestão de resíduosKeyter: HVAC&R SolutionsCEES 27 - 30 june 2023 Funchal / Portugal International Conference

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

Responsable: Interempresas Media, S.L.U. Finalidades: Assinatura da(s) nossa(s) newsletter(s). Gerenciamento de contas de usuários. Envio de e-mails relacionados a ele ou relacionados a interesses semelhantes ou associados.Conservação: durante o relacionamento com você, ou enquanto for necessário para realizar os propósitos especificados. Atribuição: Os dados podem ser transferidos para outras empresas do grupo por motivos de gestão interna. Derechos: Acceso, rectificación, oposición, supresión, portabilidad, limitación del tratatamiento y decisiones automatizadas: entre em contato com nosso DPO. Si considera que el tratamiento no se ajusta a la normativa vigente, puede presentar reclamación ante la AEPD. Mais informação: Política de Proteção de Dados

www.oinstalador.com

O Instalador - Informação profissional do setor das instalações em Portugal

Estatuto Editorial