Monitorização Remota TRANE
Informação profissional do setor das instalações em Portugal

Renováveis: Coopérnico celebra 9 anos

15/11/2022

A Coopérnico, cooperativa para as energias renováveis, que tem como objetivo envolver os cidadãos e empresas na criação do novo paradigma energético, em benefício da sociedade e do meio ambiente, celebra a 15 de novembro 9 anos e faz uma reflexão do seu percurso: 2 milhões de euros investidos por cidadãos donos da sua própria energia, que produzem o equivalente ao consumo de 900 famílias portuguesas. Para o futuro, querem continuar a contribuir para a transição energética das famílias.

foto

O projeto nasceu de 16 cidadãos que tinham um objetivo em comum: investir pequenas quantias de dinheiro em energias renováveis, para descarbonizar Portugal e envolver as pessoas na transição energética. Mas a Coopérnico não quis ficar por aqui, e tornou-se na primeira cooperativa de energias renováveis portuguesa, sendo até hoje a única empresa que produz energia renovável e partilha os seus lucros com os cidadãos que nela investem.

Com 2 milhões de euros investidos por cidadãos em 33 sistemas fotovoltaicos instalados por Portugal Continental, os membros da Coopérnico são donos da sua própria energia e produzem energia renovável equivalente ao consumo de 900 famílias portuguesas.

Ao afirmar-se como a primeira empresa comercializadora de eletricidade sem fins lucrativos e de gestão democrática em mercado liberalizado, a Coopérnico fornece energia elétrica 100% verde a mais de 750 famílias e empresas.

“A Coopérnico apoia os seus membros a construírem Comunidades de Energia com os seus vizinhos, amigos ou bairros. Quando começámos esta caminhada, o conceito não existia em Portugal. Hoje estamos cada vez mais próximos desta visão de comunidades onde os cidadãos, empresas, municípios se juntam, discutem, investem, partilham e utilizam a sua própria energia”, diz Nuno Brito Jorge, fundador e presidente da Coopérnico.

A Coopérnico faz parte de um movimento europeu de mais de 2000 comunidades de energia, com mais de um milhão e meio de cidadãos, que acredita que a transição energética tem de mais do que trocar energia fóssil por energia renovável.

A transição energética é uma oportunidade única à escala nacional, europeia e global, para dar a possibilidade aos cidadãos de produzirem a sua energia e terem também uma palavra ativa no sistema energético que se está a construir para o futuro. Do fóssil para o renovável, do centralizado para o descentralizado, do monopólio para o democrático, as comunidades de energia ambicionam esta evolução no setor energético.

“Precisamos de cidadãos a bordo, políticos visionários e alinhados com esta mudança, de operadores abertos à construção de outro sistema energético onde os cidadãos são parte integrante, participando em sistemas de flexibilidade e de partilha de energia entre todos, construíndo a sua comunidade e a vendo a fatura de energia da sua comunidade a baixar”, diz Ana Rita Antunes, coordenadora executiva da Coopérnico.

Qualquer pessoa juntar-se à Coopérnico, ser dona da sua energia e participar na única empresa energética sem fins lucrativos a atuar em todo o país, basta fazer o registo e comprar capital social da cooperativa.

Para o futuro, a Coopérnico quer continuar a contribuir para um movimento que está a acelerar a transição energética apostando na sustentabilidade ambiental e social.

Instituto de Formaçaõ VulcanoPanasonic: a tua casa poupa. O planeta também.CEES 27 - 30 june 2023 Funchal / Portugal International Conference

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

Responsable: Interempresas Media, S.L.U. Finalidades: Assinatura da(s) nossa(s) newsletter(s). Gerenciamento de contas de usuários. Envio de e-mails relacionados a ele ou relacionados a interesses semelhantes ou associados.Conservação: durante o relacionamento com você, ou enquanto for necessário para realizar os propósitos especificados. Atribuição: Os dados podem ser transferidos para outras empresas do grupo por motivos de gestão interna. Derechos: Acceso, rectificación, oposición, supresión, portabilidad, limitación del tratatamiento y decisiones automatizadas: entre em contato com nosso DPO. Si considera que el tratamiento no se ajusta a la normativa vigente, puede presentar reclamación ante la AEPD. Mais informação: Política de Proteção de Dados

www.oinstalador.com

O Instalador - Informação profissional do setor das instalações em Portugal

Estatuto Editorial