Monitorização Remota TRANE
Informação profissional do setor das instalações em Portugal

Ministro do Ambiente diz que precipitação em Portugal pode reduzir em 15%

06/10/2022

O ministro do Ambiente e da Ação Climática, Duarte Cordeiro, alertou a 4 de outubro, que a precipitação em Portugal pode reduzir em 15% - valor que pode atingir os 25% no final deste século. O governante discursava no encerramento do debate 'O Caminho da Inovação', promovido pela Águas do Tejo Atlântico e que decorreu ao longo desta terça-feira na Fábrica da Água de Alcântara, em Lisboa. “Temos de nos preparar para um futuro em que vamos contar com uma redução de 15% de precipitação em Portugal. Até ao final do século, a redução estima-se em muitos estudos que seja de até 25%”, afirmou.

foto

O ministro Duarte Cordeiro considerou que esta redução terá um “efeito devastador” e, por isso, “a água tem de ser poupada em casa”. “Temos de a preservar, usar de forma regrada, na agricultura ou no uso industrial”, afirmou, destacando a importância de “cada vez mais” ter de se “reutilizar a nossa água” e “cooperar, divulgar conhecimentos e tecnologia e usar a água de forma justa em zonas geográficas onde elas escasseiam”.

A conjugação da baixa precipitação e da elevadas temperaturas diminui “drasticamente” o nível das barragens, afirmou. “Vivemos uma situação de stress hídrico”, disse o ministro com a pasta do Ambiente e da Ação Climática, detalhando ainda que a “grave seca” que o país enfrenta “nao é só um problema do nosso país: é da Europa”.

Lembrando que no início da década de 90 apenas 15% da população tinha acesso a serviços de saneamento, o ministro do Ambiente vincou que “em 25 anos o paradigma alterou-se e 99% da agua potável é controlável e cumpre todos os requisitos legais”. Olhando para o futuro, o governante adiantou ainda que existe a expectativa de que a percentagem de água que sai das estações de tratamento que possa ser aproveitada seja de 10% até 2025.

Foi neste sentido que o ministro Duarte Cordeiro disse ter “uma grande expectativa na indústria do saneamento”. “Em Portugal, consumimos mais de 600 milhões de metros cúbicos por ano e a água, depois de usada, tem de ser reutilizada. Não podemos apenas devolvê-la aos rios e ao mar. O esgoto é naturalmente uma matéria prima que se pode transformar em muita coisa”, concluiu, exemplificando: “Água que possamos transformar em cerveja”, numa referência à cerveja Vira, produzida com água reciclada, pela Águas do Tejo Atlântico.

Rega da área da Jornada Mundial da Juventude abastecida com água reciclada

No decorrer do debate, Alexandra Serra, presidente do Conselho de Administração da Águas do Tejo Atlântico revelou também que a área onde vai decorrer a Jornada Mundial da Juventude em agosto de 2023 vai ser regada com água reciclada.

Este é um dos novos projetos de parceria que se encontra a ser preparado. A reutilização de água reciclada para a rega do aproveitamento hidroagrícola da Várzea de Loures é outro exemplo. “Temos consciência de que é preciso avançar com rapidez e de forma eficiente”, afirmou Alexandra Serra, referindo que estes novos projetos se juntam a outros já existentes como a “reutilização da água no Parque das Nações ou a rega de campos de golfe na região do oeste”.

Instituto de Formaçaõ VulcanoCEES 27 - 30 june 2023 Funchal / Portugal International ConferencePanasonic: a tua casa poupa. O planeta também.

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

Responsable: Interempresas Media, S.L.U. Finalidades: Assinatura da(s) nossa(s) newsletter(s). Gerenciamento de contas de usuários. Envio de e-mails relacionados a ele ou relacionados a interesses semelhantes ou associados.Conservação: durante o relacionamento com você, ou enquanto for necessário para realizar os propósitos especificados. Atribuição: Os dados podem ser transferidos para outras empresas do grupo por motivos de gestão interna. Derechos: Acceso, rectificación, oposición, supresión, portabilidad, limitación del tratatamiento y decisiones automatizadas: entre em contato com nosso DPO. Si considera que el tratamiento no se ajusta a la normativa vigente, puede presentar reclamación ante la AEPD. Mais informação: Política de Proteção de Dados

www.oinstalador.com

O Instalador - Informação profissional do setor das instalações em Portugal

Estatuto Editorial