Informação profissional do setor das instalações em Portugal
Protocolo garante condições favoráveis de implementação e financiamento, aliviando o orçamento dos estabelecimentos escolares com os crescentes custos da energia

Comunidades de Energia: Energia Unida celebra protocolo com ensino particular e cooperativo

29/07/2022
Escolas associadas beneficiam de redução de custos com a eletricidade, ao mesmo tempo que partilham energia limpa e barata com as comunidades locais.
foto
José Queirós de Almeida e João Manso Neto.

A Energia Unida, empresa do Grupo GreenVolt para as comunidades de energia, e a Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo (AEEP) celebraram um protocolo com o objetivo de criar as melhores condições para os associados da AEEP acederem à construção de comunidades de energia de modo a reduzirem a sua fatura de energia e emissões de CO2, ao mesmo tempo que beneficiam as populações envolventes através da partilha de energia.

“A Energia Unida e o Grupo GreenVolt têm um compromisso com a aceleração dos benefícios da transição energética, nomeadamente através das comunidades de energia. É um enorme privilégio celebrar este protocolo com a AEEP, contribuindo para que os seus associados possam não só beneficiar e partilhar energia limpa e barata, mas também possam gastar menos em energia e usar essa poupança para a sua missão: a melhoria da educação em Portugal”, diz José Queirós de Almeida, CEO da Energia Unida

As comunidades de energia permitem aos consumidores de eletricidade reduzirem custos, adotarem fontes de fornecimento renováveis, havendo a oportunidade de obterem estes benefícios sem qualquer investimento. A adesão às comunidades traduz-se numa redução imediata de igual ou superior a 50% da tarifa de eletricidade diurna, beneficiando ainda da partilha com a comunidade envolvente. Esta opção permite gerar uma cobertura a 100% do consumo diurno com recurso exclusivo a energias renováveis. Além das poupanças em termos financeiros, esta solução apresenta ainda como benefício a redução de até 60% nas emissões de CO2 com a energia consumida.

A AEEP é uma associação de âmbito nacional, com cerca de 500 estabelecimentos associados, distribuídos por todo o continente e pelas ilhas.

O protocolo agora celebrado permite aos associados beneficiar de prioridade no tratamento dos projetos, condições financeiras preferenciais e ainda a possibilidade de alargamento das condições protocoladas a entidades relacionadas com os associados da AEEP.

Rodrigo Queiroz Melo, Diretor Executivo da AEEP, defende que “para a AEEP esta parceira representa o nosso desejo de divulgar pelos associados oportunidades de tornar os colégios mais sustentáveis e contribuir para o bem-estar geral”.

A Energia Unida é líder de mercado na implementação de Comunidades de Energia contando com de 11 projetos, correspondendo a cerca de 5MW, de norte a sul do país, em diferentes setores como indústria, serviços, agroalimentar e turismo. Prevê instalar mais de 10 MWp este ano, com um investimento associado de cerca de 7 milhões de euros. Esta capacidade instalada corresponde à produção de 14.750MWh/ano, energia suficiente para fornecer aproximadamente 5.000 famílias e evitar a emissão de 3.915 toneladas de CO2 para a atmosfera.

Bosch: o ar condicionado perfeito todos? é simples. É BoschConcreta Arquitetura Construçao Desenho Engenharia 13 - 16 outubro 2022Chillventa: International Exhibition Refrigeration. Nuremberg 11 -13.10.2022Um futuro mais verde faz parte da VulcanoKeyter: HVAC&R SolutionsSegurex 11 - 13  cout 2022 Salão internacional de protecção, segurança e defesaCEES 27 - 30 june 2023 Funchal / Portugal International Conference

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

www.oinstalador.com

O Instalador - Informação profissional do setor das instalações em Portugal

Estatuto Editorial