Nipon é tempo de celebrar!
Informação profissional do setor das instalações em Portugal

ARL celebra 40 anos no mercado AVAC português

Alexandra Costa | Fotos: Paradigma Atelier29/04/2022

A empresa portuguesa que atua no setor AVAC comemorou quatro décadas de existência com uma festa no Casino Estoril, em Lisboa, no dia 9 de abril, onde reconheceu o trabalho da sua equipa e deu voz aos principais e mais antigos funcionários, fornecedores e clientes. Revista O Instalador marcou presença no evento.

foto

“Começámos, há 40 anos, com apenas três funcionários”. Foi desta forma que Mário Silva, administrador da ARL, deu o mote para a celebração da data. Uma comemoração que juntou funcionários, fornecedores, clientes e amigos no Salão Preto e Prata no Casino Estoril, em Lisboa.

Fundada em 1981, a ARL assume hoje uma posição plena em termos do mercado da refrigeração e ar condicionado. Durante o seu percurso, como lembrou Mário Silva, passaram por várias crises e marcas, mas também ficaram mais fortes. Hoje a empresa é reconhecida, nas palavras do dirigente, por ter uma equipa técnica que presta um serviço não pelo preço, mas sim pela qualidade. E que se traduz na representação de 80 marcas e em mais de 3.000 clientes. “A solidez, a fiabilidade dos equipamentos e a sua eficiência, juntamente com uma equipa técnica experiente e dedicada, são elementos que consideramos elementares na construção das nossas ofertas”, adianta. 

A empresa é, desde 2016, representante exclusiva da Airwell. A marca esteve presente na comemoração e assinalou que já tinha estado anteriormente no mercado nacional, mas sem muito sucesso. A reunião entre as duas entidades foi fomentada pela embaixada portuguesa, tendo a empresa francesa ficado surpreendida com a visão da ARL para a marca. E os resultados estão à vista. Se antes a Airwell faturava cerca de 50 mil euros por ano em Portugal, hoje subiram a fasquia para mais de um milhão de euros.
Mário Silva aproveitou para comunicar que o próximo desafio da ARL passa por consolidar o negócio e mercados, mas também crescer com sustentabilidade, diversificar em áreas de negócio complementar e, simultaneamente, estar atenta e reforçar a inovação.

“A nossa força vem das parcerias que conseguimos fazer com os nossos fornecedores e os clientes são a razão da nossa existência”

A propósito dos 40 anos, a Revista O Instalador entrevistou Mário Silva, que fala destes 40 anos e dos desafios da empresa para o futuro. 

Quais os principais marcos históricos nestes 40 anos da ARL?

A ARL, Ar Condicionado e Refrigeração, S.A., é uma empresa sediada em Lisboa e tem como principal atividade a distribuição e revenda de equipamentos e componentes na área de refrigeração, ar condicionado, frio comercial e industrial. Fundada em 1981, assumiu nova denominação social em 1987 com a nova e atual gerência, tendo também seu objeto social sido alterando à medida do seu crescimento, assumindo hoje uma posição plena em termos do mercado da refrigeração. Em 1998 foi realizado o investimento de compra das atuais instalações e posterior alargamento com compra de novas instalações contíguas, tendo hoje cerca de 3000 m2 em plena Lisboa.

A empresa tem uma relação de grupo com a Stockhotel Comércio de Acessórios para Hotelaria, Lda, tendo esta relação criado um efeito complementar e sinergético à nossa atividade.         

A especialização nos produtos comercializados faz da ARL uma empresa fornecedora de soluções para os problemas que surgem no quotidiano da sua atividade, trabalhando com as melhores marcas de refrigeração como a Centauro, Danfoss, a Dorin, Bitzer, Cubigel, Aspera, Zanotti, Eliwell e muitas mais e de câmaras frigoríficas como a Coldkit e Kide.

Nos últimos anos, a empresa, para além do seu mercado tradicional (Portugal Continental e Ilhas), tem atuado nos mercados PALOP, nomeadamente, na instalação de entrepostos frigoríficos, câmaras frigoríficas, túneis de congelação rápida, máquinas produtoras de gelo e outras obras, tendo aumentado a sua percentagem na exportação.

As marcas que comercializamos de ar condicionado são a Daikin, Mitsubishi, LG e, a partir de 2016, foi estabelecida uma parceria estratégica com a marca 'Airwell', para a qual a ARL é distribuidor oficial com exclusividade para o mercado nacional e PALOP.

Como tem sido a evolução do negócio?

O negócio, nestes 40 anos no nosso setor, tem sido bastante penalizador, pois desapareceram cerca de 80% das empresas nacionais que comercializavam equipamentos de refrigeração, com a entrada no nosso mercado de duas empresas espanholas.

Neste período, a ARL teve que se reinventar, alargando os seus horizontes para a Europa e África. Para além da internacionalização, apostou no alargamento das gamas de produtos e juntou à sua equipa de colaboradores, novos técnicos que permitissem um trabalho mais personalizado com os nossos clientes. O ar condicionado passou a ser um setor na empresa com muita importância, representando as melhores marcas, tendo vindo a crescer todos os anos de uma forma sustentada.

Qual o impacto da pandemia (e da situação na Ucrânia) na vossa atividade económica?

A pandemia e mais recentemente a guerra na Ucrânia têm criado uma instabilidade enorme no mercado, acrescido de um aumento continuado dos preços e falta de equipamentos para fornecer.

Neste contexto difícil para as empresas, em que normalmente têm crescido pelos aumentos dos preços e não pelo volume de negócios, a ARL não passa ao lado desta crise. No entanto, tendo uma situação financeira estável e instalações próprias, não tem tido necessidade de recorrer à banca para empréstimos e assim permite-lhe apostar num aumento de stocks, possibilitando alguma estabilidade nos preços e disponibilidades de mercadorias imediatas.

foto
Mário Silva, administrador da ARL.

Quais as perspetivas para este ano e qual a estratégia da empresa para o futuro?

As perspetivas para este ano aparentemente parecem não serem boas, pois a desejada 'Bazuca' tarda em chegar e apesar de a pandemia estar no fim (assim esperamos e desejamos) a guerra na Ucrânia tem trazido instabilidade, aumentos enormes de matérias-primas e combustível, falta de material e o que vem, chega com prazos muito mais dilatados. Vamos esperar que não haja uma inflação muito grande e que, de seguida, venha a baixar o consumo por falta de poder de compra.

Penso ser um ano para estabilizar e sustentar o nosso mercado, apoiado em todo o trabalho feito até a data e esperar que a seguir à tempestade venha a bonança.

Quais os segmentos de atuação da ARL?

A ARL tem quatro segmentos de atuação: hotelaria, AVAC, refrigeração comercial e doméstica e frio industrial. São quatro setores que se interligam e com muita sinergia entre eles, mas com formas de atuação muito diferentes. O setor de hotelaria e refrigeração comercial e doméstica funcionam muito com um balcão muito forte, pois temos uma equipa muito treinada e competente, junto a uma localização privilegiada em Lisboa e com um stock permanente muito forte, permitindo ao cliente satisfazer as dúvidas e necessidades que trazem até nós. O setor de AVAC, por seu lado, funciona um pouco pelo balcão, mas essencialmente por projetos e envios diários de mercadoria para todos os pontos do País. Todos os dias são despachadas várias paletes de mercadoria para os nossos clientes. O setor do frio industrial tem uma ação muito ampla, pois fornecemos equipamentos e acessórios a clientes ao balcão, fornecemos obras em qualquer parte do País, fornecemos entrepostos frigoríficos completos para Angola e projetos e apoio técnico em todos os setores da refrigeração.

Qual o peso do mercado externo e quais os principais mercados? É uma área onde pretendem crescer? 

O peso do mercado externo atualmente representa cerca de 50% da nossa faturação, com tendência para sustentar e crescermos na área da internacionalização, nomeadamente Europa a França, Luxemburgo e Espanha e em África, Angola e Cabo Verde.

Como analisa atualmente o mercado AVAC em Portugal?

O mercado português na área do AVAC está em crescimento contínuo e sustentado, refletido também o apoio estatal à eficiência energética que terminou a 30 de abril. Estamos a começar a dar mais importância à eficiência energética nas nossas vidas, o que faz com que adquiramos equipamentos mais eficientes, com classes energéticas mais elevadas e trocar as velhinhas caldeiras a gasóleo e a gás pelas modernas bombas de calor. Só aqui o mercado português prevê um fortíssimo crescimento no ano 2022. Nos outros setores do AVAC estamos no bom caminho e recomendam-se.

Que desafios e constrangimentos existem?

Os constrangimentos de momento baseiam se em três pontos: a falta de matéria-prima para elaboração de diversos componentes eletrónicos que equipam a maior parte dos equipamentos AVAC e, consequentemente, paralisam as linhas de montagem das grandes fábricas; a política que a China está a adotar para travar a pandemia (Covid '0') que está a fechar os seus habitantes em casa em muitas cidades, o que faz atrasar as nossas encomendas, que reflete mais de 80% dos equipamentos AVAC na Europa. A outra situação que continua a restringir o nosso mercado são os preços do transporte, tanto marítimo como terrestre. A consequência desta situação é o aumento absurdo dos combustíveis devido à escalada da guerra entre a Rússia e a Ucrânia.

foto
A empresa comemorou os 40 anos com uma festa no Casino Estoril, em Lisboa, no dia 9 de abril.

Qual o peso da Airwell, marca que representam em exclusivo em Portugal?

A Airwell tem sido uma agradável surpresa para nós e para o mercado. Quando em 2016 ficámos a representar a Airwell em Portugal, foi um desafio enorme reimplementar e reforçar a sua presença no mercado português. O trabalho da nossa equipa tem sido notável, com um crescimento sustentável e contínuo ao longo destes seis anos juntos com a parceria dos nossos clientes que acreditam na marca e em nós, permitindo a consolidar cada vez mais a marca Airwell.

Há mais alguma que, no futuro, venham a representar?

A ARL nunca fecha as portas a futuras parcerias, porque só assim podemos evoluir e para sermos mais competitivos. A nossa força vem das parcerias que conseguimos fazer com os nossos fornecedores e a razão da nossa existência são os nossos clientes, por isso faremos tudo para ir ao encontro das suas necessidades.

foto
Keyter: HVAC&R SolutionsUm futuro mais verde faz parte da VulcanoChillventa: International Exhibition Refrigeration. Nuremberg 11 -13.10.2022Concreta Arquitetura Construçao Desenho Engenharia 13 - 16 outubro 2022Panasonic Portugal: um design sofisticado e eficiente, com nanoe X para um ar interior mais limpio

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

www.oinstalador.com

O Instalador - Informação profissional do setor das instalações em Portugal

Estatuto Editorial