Disterm ar condicionado
Informação profissional do setor das instalações em Portugal
Edição de outono em Frankfurt (2 a 6 de outubro de 2022)

Light + Building 2022 olha para o futuro: de edifícios e redes inteligentes à cidade inteligente

19/04/2022

A promoção da geração de energia sustentável, a redução do consumo nos edifícios e a expansão da eletromobilidade são elementos centrais no caminho para a mudança energética até 2030. Devido ao rápido aumento dos preços do gás e do petróleo e a necessidade de garantir o abastecimento de matérias-primas materiais, a questão do abastecimento de energia assume agora uma nova urgência. Já existem conceitos para a cidade interconectada e inteligente do futuro: a cidade inteligente. Alguns desafios futuros que serão enfrentados na edição de outono da Light + Building, que acontecerá de 2 a 6 de outubro de 2022 no centro de exposições Messe Frankfurt.

Nos últimos anos, a tendência tem sido a urbanização. Como o espaço nas cidades é limitado, precisamos de aproveitá-lo ao máximo. Espaços maiores estão a ser criados, por exemplo, por extensões sustentáveis ??de propriedades construídas em madeira. No entanto, a base das cidades inteligentes e, portanto, de um abastecimento energético eficiente e seguro, é a eletrificação e digitalização das infraestruturas. Uma vez alcançada esta etapa, é possível o uso económico de fontes sustentáveis ??de energia em diferentes setores.

foto
Eficiência, segurança, conforto e saúde para os espaços urbanos é o mote da próxima edição do Light + Building. Foto: Messe Frankfurt

Fator chave de inovação

Os desenvolvimentos e inovações tecnológicas desempenham um papel fundamental nos conceitos de cidades inteligentes. Possibilitando novas abordagens e soluções, como a invenção da bateria de iões de lítio, por exemplo, que foi decisiva para o desenvolvimento da eletromobilidade sustentável. Agora as energias renováveis ??estão a fazer o seu caminho transversalmente no desenvolvimento das tecnologias de informação e comunicação, para garantir uma rede segura e eficiente. No 'desenvolvimento final' de uma cidade inteligente, pessoas, lugares e infraestrutura serão interligados em rede. Já é uma realidade hoje: a rede, geralmente mais forte, e a recolha de dados de negócios técnicos dentro de edifícios.

Edifícios inteligentes são a base de uma cidade inteligente. É aqui que os moradores passam grande parte do tempo, seja a viver ('casa inteligente') ou a trabalhar em prédios funcionais ('edifício inteligente'). Os dados dos vários sensores são disponibilizados para todos os negócios através de uma extensa rede e, assim, garantem, entre outras coisas, um menor consumo de energia.

De acordo com a Associação Alemã de Fabricantes de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos (ZVEI), a automação predial inteligente pode reduzir o consumo de energia e as emissões de CO2 entre 30% e 40%. Os sistemas de autoaprendizagem, por sua vez, permitem o envolvimento intensivo dos utilizadores do edifício, por exemplo, controlando a iluminação, o ar condicionado e o aquecimento com base na necessidade ou exibindo rotas de fuga individuais em dispositivos móveis. Além disso, podem ser implementados sistemas de segurança que, por exemplo, não só detectam perigos como incêndio ou roubo, mas também os podem prever.

Iluminação inteligente para economia de energia

Outro aspeto que contribui para a economia de energia é a iluminação. De acordo com o Grupo de Trabalho sobre Balanços Energéticos, a iluminação representa cerca de 13% do consumo de eletricidade alemão. A introdução das lâmpadas LED foi um avanço para a tecnologia de iluminação, pois economizam até 80% de energia em comparação com as lâmpadas convencionais.

A iluminação inteligente também tem uma grande influência no bem-estar e na sensação de segurança das pessoas. Ao ajustar a temperatura da luz e a cor das lâmpadas LED, podem ser realizados cenários individuais que aumentam o bem-estar e a produtividade ('Human Centric Lighting'). Em maior escala, as luzes de rua LED podem formar a espinha dorsal de uma cidade inteligente. Equipados com WLAN, função de carregamento para carros elétricos, botão de chamada de emergência ou sensores para medir tráfego e tempo, são um componente importante da IoT em rede. Projetos-piloto já foram instalados em Berlin-Adlershof e em Santander (Espanha).

Mobilidade inteligente apenas com infraestrutura de carregamento eletrónico

Muitas cidades sofrem há muito tempo com engarrafamentos e altos níveis de poluição. Portanto, os novos conceitos de mobilidade são a base das futuras cidades inteligentes. Além da gestão inteligente de tráfego e da rede de meios de transporte, a expansão intensiva da mobilidade elétrica será a chave.

Embora os sinais apontem para um crescimento no registo de veículos elétricos, ainda há necessidade de recuperar o atraso na expansão da infraestrutura de recarga necessária. Na cidade inteligente deve haver pontos de recarga suficientes, que são acompanhados por uma gestão inteligente da mesma. Idealmente, este último é integrado numa rede inteligente que fornece energia regenerativa independentemente do tempo e da economia. Dessa forma, poderá evitar-se a sobrecarga da infraestrutura.

Conclusão e perspetivas

Os desafios do futuro, como a urbanização e as mudanças climáticas, só podem ser resolvidos com conceitos orientados para o futuro e com ideias inovadoras. As cidades inteligentes não são uma visão, mas já estão a ser aplicadas. De facto, em 2014, a União Europeia nomeou 240 cidades europeias que estão a realizar conceitos de cidade inteligente mais ou menos avançados.

Passar de medidas individuais e projetos-piloto para soluções eficientes requer intenso intercâmbio entre todas as partes, tanto nacional como internacionalmente. Somente se criadores de políticas, planeadores urbanísticos, operadores de edifícios, arquitetos, planeadores especializados, instaladores e também representantes dos cidadãos trocarem ideias e encontrarem soluções viáveis ??juntos, é que as cidades inteligentes se tornarão uma realidade no futuro.

A edição de outono da Light + Building 2022 em Frankfurt oferece uma plataforma ideal para este importante intercâmbio. Aqui, o foco estará nos conceitos de automação predial, cidades inteligentes, bairros inteligentes e gestão de energia, bem como infraestrutura avançada de carregamento eletrónico e segurança de rede.

A edição de outono do Light + Building acontecerá de 2 a 6 de outubro de 2022 no centro de exposições Messe Frankfurt e será acompanhada pela Extensão Digital Light + Building (2 a 14 de outubro de 2022).

CEES 27 - 30 june 2023 Funchal / Portugal International ConferenceKeyter: HVAC&R SolutionsApemeta: 15  de Dez 2022 XII encontro nacional de cestão de resíduosBosch: a tecnologia mais recente em caldeiras já line é familiar

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

Responsable: Interempresas Media, S.L.U. Finalidades: Assinatura da(s) nossa(s) newsletter(s). Gerenciamento de contas de usuários. Envio de e-mails relacionados a ele ou relacionados a interesses semelhantes ou associados.Conservação: durante o relacionamento com você, ou enquanto for necessário para realizar os propósitos especificados. Atribuição: Os dados podem ser transferidos para outras empresas do grupo por motivos de gestão interna. Derechos: Acceso, rectificación, oposición, supresión, portabilidad, limitación del tratatamiento y decisiones automatizadas: entre em contato com nosso DPO. Si considera que el tratamiento no se ajusta a la normativa vigente, puede presentar reclamación ante la AEPD. Mais informação: Política de Proteção de Dados

www.oinstalador.com

O Instalador - Informação profissional do setor das instalações em Portugal

Estatuto Editorial