Universal Robots atinge o marco de 50 mil robôs colaborativos vendidos

16/12/2020

O fabricante dinamarquês, especialista em robôs colaborativos, celebra vendas sem precedentes com a entrega da sua unidade número 50.000 à empresa alemã Vema GmbH.

Os robôs colaborativos (cobots) continuam a ser o segmento de mais rápido crescimento na automação industrial, prevendo-se que atinjam uma Taxa de Crescimento Anual Composta (CAGR) de 30,37% no período de 2020-2025. Pioneira do mercado de cobots, a Universal Robots (UR) reforçou, esta semana, a sua posição de liderança ao vender o seu robô colaborativo número 50.000, que foi adquirido por um fabricante alemão visando aumentar a produtividade e melhorar a segurança dos trabalhadores.

A entrega especial contou com a participação de Jürgen von Hollen, presidente da Universal Robots, que entregou pessoalmente o cobot à Vema, numa cerimónia realizada na sede da empresa em Krauchenwies-Göggingen, Alemanha.

“Nos últimos 15 anos trabalhámos arduamente para desenvolver um segmento de mercado inteiramente novo com a missão de permitir, especialmente às pequenas e médias empresas, automatizar tarefas que consideravam demasiado dispendiosas ou complexas", afirmou von Hollen, sublinhando a forma como a UR criou uma nova rede de distribuição global, um novo ecossistema de desenvolvedores e, em última análise, um modelo de negócio completamente novo. “Enquanto pioneiros neste mercado, dedicamos muito do nosso trabalho a sensibilizar, influenciar os padrões e mudar as perceções dos clientes influenciados pela sua experiência com robôs tradicionais”.

Von Hollen salientou que a Vema GmbH é um exemplo da missão desenvolvida pela UR: “A VEMA estava à procura de uma solução de automação rentável, flexível e fácil de usar, que pudesse implementar, programar e gerir de forma autónoma. Reconheceram precisamente esses aspetos nos cobots da UR”.

foto
Jürgen von Hollen, presidente da Universal Robots.

Os cobots aumentam tanto a produtividade como a qualidade

O novo robô colaborativo da Vema irá juntar-se a uma frota de três outros robôs UR já implantados em tarefas de pick and place em aplicações de fim de linha na empresa.

Entusiasmado com o facto de ser o destinatário do cobot marco, Christian Veser, diretor executivo da Vema GmbH, explica como os cobots permitiram à empresa acrescentar um terceiro turno e passar a funcionar 24 horas por dia. “Melhorámos notavelmente a nossa produtividade e a qualidade”, diz ele. “Os nossos empregados ficaram livres de tarefas desgastantes do ponto de vista ergonómico para se concentrarem em controlos de qualidade”. Ao enfrentar os desafios da Covid-19, tem sido também uma grande vantagem o facto de os cobots não precisarem de manter distâncias de segurança ou de se submeterem a quarentenas. Eles podem sempre trabalhar", diz Veser, acrescentando que a sua empresa aprecia tanto os cobots que lhes deram nomes.

“Os três primeiros cobots chamam-se Elfriede, Günther e Bruno. Daremos o nome de Jürgen ao nosso novo cobot para celebrar o facto de o presidente da UR ter vindo aqui pessoalmente para o entregar”.

Jürgen von Hollen deixará a UR no final do ano após um período de quatro anos à frente da empresa. "É um enorme privilégio terminar o meu tempo na UR comemorando este marco", diz ele. “Chegámos longe, mas ainda existe um imenso potencial no mercado, tanto para aplicações já conhecidas como para aplicações completamente novas. Com a nossa base instalada sem rival, estamos constantemente a aprender com os nossos clientes, impulsionando uma abordagem muito baseada em dados no desenvolvimento dos nossos cobots. Esta é uma abordagem que acredito que nos ajudará a manter a liderança no setor nos anos vindouros”.

Gregory Smith, presidente do Grupo de Automação Industrial da Teradyne, assumirá o cargo de presidente da UR a 1 de janeiro de 2021, até à nomeação de um novo líder. “Agradeço ao Jürgen pela sua liderança ao longo dos últimos quatro anos de crescimento da Universal Robots transformando a então start-up na líder mundial indiscutível em robótica colaborativa”, afirmou Mark Jagiela, presidente e CEO da Teradyne, empresa mãe da UR. “Ele deixa atrás de si uma plataforma sólida para o próximo nível de crescimento, com uma força de trabalho talentosa, um ecossistema de parceiros de distribuição e tecnologia muito dedicado, e uma ampla base de clientes a nível mundial”.

Adene: janelas eficientes só com etiqueta energética CLASSE+Vulcano: o sucesso é garantido quando esclhe a melhor formação

Subscrever a nossa Newsletter

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

www.oinstalador.com

O Instalador - edifícios - energia - ambiente

Estatuto Editorial