DPD torna Lisboa mais verde, oferecendo duas City trees à cidade

O Instalador13/10/2020

A DPD implementou no ano passado um programa único de monitorização da qualidade do ar em Lisboa. Os veículos de entrega e as lojas Pickup estão equipados com sensores que medem em tempo real as mais prejudiciais e finas partículas PM2.5.

foto

O DPDgroup anunciou recentemente o seu compromisso com o Planeta, com uma ambiciosa redução da pegada ambiental em 225 cidades europeias, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida nas mesmas.

Deste compromisso de Responsabilidade Social Empresarial, DrivingChangeTM, faz parte o Programa de Diagnóstico da Qualidade do Ar em 5 cidades europeias, de que Lisboa foi piloto.

“Desde junho de 2019, através da nossa frota e das nossas agências na cidade de Lisboa, medimos a cada entrega as partículas do ar mais finas e perigosas, graças ao Programa de Diagnóstico da Qualidade do Ar. Agora vamos mais longe e pretendemos auxiliar uma das zonas com maior circulação da cidade de Lisboa, a zona junto à Avenida da Ribeira das Naus, a melhorar a qualidade do ar. Assim, temos muito gosto em oferecer à cidade de Lisboa dois equipamentos totalmente inovadores, as City Tree”, refere Olivier Establet, Presidente da DPD Portugal.

Miguel Gaspar, Vereador da Câmara de Lisboa, afirma: “Esta iniciativa é muito útil para a cidade de Lisboa. É um projecto decisivo, uma vez que nos permite obter dados adicionais fundamentais e identificar áreas verdes e pontos críticos da cidade. Graças à nossa bem-sucedida colaboração com o DPDgroup, podemos melhorar a qualidade do ar na cidade e, assim, ter um impacto positivo na saúde dos nossos cidadãos”.

Usando os mais recentes sensores móveis baseados em laser, a nossa frota de distribuição e as nossas lojas Pickup, monitorizam os níveis de poluição PM 2.5 do ar em tempo real. Os exaustivos dados obtidos permitiram à Câmara de Lisboa, traçar uma zona de emissões reduzidas (ZER) no coração da cidade.

foto

Os cidadãos que vivem na cidade de Lisboa também irão beneficiar deste programa, pois poderão verificar o nível de qualidade do ar à sua porta através de uma interface baseada na Web cada vez que recebem uma encomenda pela DPD.

A consulta pode ser efetuada aqui.

City trees, uma estrutura única que melhora a qualidade do ar

Esta estrutura de madeira está equipada com diferentes tipos de musgo que limpam o ar e produzem oxigénio para até 7.000 pessoas por hora, por cada unidade. A tecnologia IoT integrada permite uma informação exaustiva sobre o estado do equipamento bem como fornece dados ambientais em redor do mesmo. Os resultados encontram-se disponíveis em tempo real no site dpd.pt.

Olivier Establet refere ainda que “este é mais um passo na nossa parceria com a Câmara Municipal de Lisboa, depois do Air Diag e das assinaturas do Pacto de mobilidade Empresarial e do Compromisso Lisboa Capital Verde Europeia.

A nossa colaboração estreita com a Câmara vai de encontro à missão de descarbonização da cidade, estando igualmente nos nossos planos tornar a frota “zero emissions” em Lisboa no final de 2022”.

Através desta iniciativa inovadora, a DPD continua a sua ambição de reduzir as emissões de CO2 por encomenda em 30% até 2025, em comparação com 2013, e reafirma o seu compromisso de ter um impacto positivo nas comunidades, cidades e sociedade em geral.

Vulcano: o sucesso é garantido quando esclhe a melhor formaçãoAdene: janelas eficientes só com etiqueta energética CLASSE+

Subscrever a nossa Newsletter

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

www.oinstalador.com

O Instalador - edifícios - energia - ambiente

Estatuto Editorial